Capone Bros Charles L. Capone também deve pagar US$ 75.000,00 em indenizações punitivas aos funcionários

BOSTON – O Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito de Massachusetts emitiu uma sentença de consentimento e ordem proibindo permanentemente um empreiteiro de Canton e sua empresa de retaliar os funcionários que cooperam com as investigações da Divisão de Horas e Salários do Departamento de Trabalho dos EUA ou de outra forma reivindicam seus direitos de acordo com a Lei de Padrões Justos do Trabalho (FLSA). O tribunal também ordenou que Capone Bros. Inc. e Charles L. Capone pagassem US$75.000,00 em indenizações punitivas aos atuais e ex-funcionários. 

A ordem proíbe os réus de assediar, intimidar ou ameaçar qualquer funcionário atual ou ex-funcionário a fim de inibir seus direitos sob a Lei de Padrões Justos do Trabalho (FLSA), perguntando a qualquer funcionário atual ou ex-funcionário se ele tem ou terá comunicação com a Divisão de Horas e Salários, e obstruir ou interferir com qualquer investigação do FLSA pela Divisão.

Em abril de 2021, o departamento solicitou e obteve uma liminar contra os réus depois que eles supostamente ameaçaram “ir atrás” de um ex-funcionário que suspeitavam ser responsável por uma investigação da Divisão de Horas e Salários, e fizeram falsas acusações sobre o ex-funcionário a um novo empregador. O departamento também alegou que os réus forçaram outros funcionários a revelar se cooperaram com os investigadores da divisão ou a declarar que trabalharam menos horas extras do que o determinado pela investigação da Divisão.

Em agosto de 2021, em litígio relacionado, o Departamento obteve uma sentença de consentimento e ordem a qual exigia que Capone e três de suas empresas – Capone Bros. Capco Equipment Corp. e American Earth Products – pagassem um total de US$ 310.000,00 em salários atrasados e indenizassem 19 funcionários para solucionar violações das cláusulas de horas extras da Lei de Padrões Justos do Trabalho (FLSA).

“A Divisão de Horas e Salários não tolerará a obstrução de nossas investigações e atos de retaliação contra funcionários porque fizeram valer os seus direitos. Este caso, que resultou em US$310.000,00 em salários atrasados e danos liquidos, bem como US$75.000,00 em indenizações punitivas, manda uma mensagem clara aos empregadores de que não permitiremos que funcionários que cooperam conosco sejam assediados ou ameaçados. A retaliação é uma prioridade que será perseguida vigorosamente pela divisão”, disse o Administrador Regional Nordeste do Departamento de Horas e Salários, Mark Watson, em Philadelphia.

“Como fizemos neste caso, o Departamento do Trabalho dos Estados Unidos tomará medidas legais rápidas e litigará agressivamente empregadores que assediam ou intimidam funcionários que exercem seus direitos ou cooperam com uma investigação do departamento. O Departamento procurará obter preliminares e liminares permanentes contra retaliação, bem como indenizações punitivas para os trabalhadores afetados quando os empregadores desconsiderarem a lei e os direitos dos funcionários”, disse a Procuradora Regional do Trabalho, Maia Fisher, em Boston.

Os trabalhadores podem ligar para a Divisão de Horas e Salários confidencialmente com suas perguntas – independente de seu status de imigração – e o Departamento pode fazer o atendimento em mais de 200 idiomas.

Para mais informações sobre a Lei de Padrões Justos do Trabalho (FLSA) e outras leis aplicadas pela Divisão, ligue para nossa linha gratuita de informação e apoio 866-4US-WAGE (487-9243). Saiba mais sobre a Divisão de Horas e Salários, incluindo uma ferramenta de pesquisa que você pode usar para verificar se tem salários a serem reclamados dos fundos arrecadados pela Divisão.

Walsh v. Capone Bros. Inc. e Charles L. Capone Ação Civil nº 21-cv-10585

Source link

Author: Editor
Editor represents multiple online news sites, including STL.News, RSSNews.Press and more. We believe that our "direct source news" concept helps provide accurate information to the public without bias. We want to help improve technology so the news is presented as it was intended to be.